Amphenol

Blog

Iluminação industrial: veja 8 dicas para economizar energia!

6 de setembro de 2022

A redução de custos com a eletricidade é uma das maiores demandas do setor industrial. Considerando que uma cadeia produtiva pode ser extensa e depender de variados maquinários que se alimentam de energia elétrica, procurar por alternativas econômicas é essencial para manter a competitividade da sua empresa.

Boa parte dos gastos de energia de uma empresa se deve à iluminação industrial, no entanto, há formas bem inteligentes para economizar energia em grandes indústrias e reduzir esse gasto específico. Continue a leitura e confira as 8 principais dicas de economia.

8 Dicas para economizar energia na iluminação industrial

Separamos 8 dicas de máximo desempenho para você aplicar na sua gestão e não se preocupar com o consumo energético por um bom tempo. Confira!

  1. Use iluminação LED

Explorar as soluções em iluminação LED está entre as dicas centrais. O desempenho desse modelo é consideravelmente superior aos seus concorrentes, entregando resultados muito mais duradouros e eficientes.

Dentre as principais vantagens, podemos destacar vida útil prolongada, mais eficiência, resistência a intempéries, melhor desempenho ecológico e operação em baixa tensão.

  1. Permita a entrada máxima de luz natural

Essa dica pode parecer óbvia, mas muitas indústrias não dão a devida importância a esse ponto em sua fase de planejamento. Visto que a luz natural é de graça, sua entrada e seu aproveitamento são tão importantes que ela é até mesmo recomendada por uma norma como veremos mais à frente.

A luz natural é aquela proveniente do sol, direta ou indiretamente. Esse tipo de luz é apropriado ao olhar humano já que reflete um espectro de luz perfeito para a visibilidade de uma pessoa.

O ideal é que o colaborador esteja protegido da luz solar direta, no entanto, sua visibilidade deve estar livre de ofuscamentos ou irregularidades, ou seja, a exploração da luz natural indireta é a melhor prática para projetos de iluminação.

  1. Explore os Domus lineares

Ainda na ideia de luz natural, os domus lineares representam soluções arquitetônicas muito interessantes, pois são estruturas transparentes instaladas nas coberturas para auxiliar na iluminação dos ambientes.

Para se ter uma ideia da eficiência dessa prática, os domus lineares potencialmente alcançam até 8 vezes mais iluminação do que as janelas tradicionais, mesmo que sejam do mesmo tamanho.

Alguns dos principais benefícios contemplam o conforto térmico, a proteção UV, o baixo peso, a economia de energia, o impacto positivo no meio ambiente e a uniformidade de iluminação.

  1. Otimize o ambiente

Também é importante considerar no ambiente de trabalho as pinturas mais claras, coberturas mais altas e grandes espaços, que são algumas das características mais importantes.

Além disso, a própria ventilação natural é outro fator que contribui para a eficiência energética. Nesse caso, um ambiente bem projetado deve gerar economia não só em iluminação como também na refrigeração do local.

  1. Use energia solar

A instalação de painéis solares também gera um grande impacto no consumo de energia. Os painéis fotovoltaicos são altamente eficientes e voltados para a sustentabilidade.

Da mesma forma que a iluminação de LED, o investimento em energia solar acaba compensando em médio e longo prazo, já que o custo de consumo reduz sensivelmente.

  1. Siga a legislação

Não é uma dica, mas uma obrigação. Seguir normas como a NR-17 é crucial para ter seus projetos bem embasados. Fundamentada em ergonomia, a NR-17 abrange questões importantes como nos itens 17.8.1 e 17.8.3 que discorrem, respectivamente, que:

  • 8.1 Em todos os locais e situações de trabalho deve haver iluminação, natural ou artificial, geral ou suplementar, apropriada à natureza da atividade.
  • 8.3 Em todos os locais e situações de trabalho internos deve haver iluminação em conformidade com os níveis mínimos de iluminamento a serem observados nos locais de trabalho estabelecidos na Norma de Higiene Ocupacional nº 11 (NHO 11) da Fundacentro – Avaliação dos Níveis de Iluminamento em Ambientes Internos de Trabalho, versão 2018.

A ABNT (Associação Brasileira de Normas e Técnicas) também prevê outras normas importantes como a NBR 5413, que especifica a iluminância de interiores, e a NBR 5382, que determina a verificação de iluminância de interiores.

  1. Reserve um espaço para projetar o seu sistema de iluminação

É importante que você encare a iluminação industrial não apenas como um item a ser economizado, mas uma parte importante do projeto na qual é possível estudar uma série de variáveis para se ter um sistema perfeito como: o brilho, a iluminância ou a iluminação, o fluxo luminoso e a intensidade luminosa.

Faça um estudo dessas características para compreender o comportamento dos feixes de luz, que são essenciais para o sistema. A iluminação industrial deve prover um conforto visual para que os colaboradores tenham o melhor desempenho em suas funções.

Entenda as necessidades de cada setor ou departamento e encontre os níveis de luminosidade ideais. Nesse ponto, generalizar pode ser um erro, já que níveis elevados podem não ser tão necessários para determinadas funções.

Além disso, a iluminação ideal contribui para aspectos de segurança do trabalho. Isso é vital não só para evitar custos com energia elétrica, mas para combater acidentes ou erros que possam gerar retrabalho ou necessidades de reparos.

  1. Busque empresas especializadas em soluções de iluminação

Como você pode notar, há muitas particularidades na iluminação industrial, e o correto dimensionamento do projeto ideal torna-se um desafio para quem não tem conhecimento técnico profundo.

Procure o melhor custo-benefício para o seu projeto e priorize uma organização com experiência e solidez de mercado. Faça um estudo sobre o ROI e lembre-se de que alguns projetos são mais baratos, mas não oferecem a eficiência energética do nível de uma grande indústria.

Veja agora alguns dos benefícios mais importantes.

Automatização do sistema

Um ponto importante é a automação do sistema de iluminação. Questões simples como o “esquecimento de desligar o interruptor” sempre contam no orçamento final.

Então, uma empresa pode oferecer um sistema de desligamento automático com acionamento à distância, controle de intensidade, dentre outras possibilidades.

Combinação de soluções

Também é possível combinar o uso de duas ou mais alternativas para encontrar a configuração ideal. Por exemplo, mesclar lâmpadas de LED, domus lineares e iluminação natural representa uma alternativa.

Aplicação de rede elétrica inteligente

Empresas especializadas também conseguem soluções inteligentes que são mais seguras e ecológicas, tornando possível o fornecimento de energia bidirecional, dentre outras possibilidades.

O mindset está pronto, basta agora aplicar essas dicas. Neste post, você conferiu 8 ideias de alta performance para aplicar em sua gestão e eliminar preocupações com consumo energético de grandes indústrias.

Você encontra informações sobre o mercado de energia, tecnologia, sustentabilidade e muito mais em nosso blog e nossa página do LinkedIn! Assine nossa newsletter e fique por dentro de todas as novidades!


Tags:

Receba nossas novidades

Ao se cadastrar você concorda com nossos termos de política de privacidade.