Amphenol

Blog

Smart Grid: O que é rede elétrica inteligente e como funciona

24 de maio de 2022

Com o avanço científico e tecnológico, cada vez mais, as atividades diárias estão sendo otimizadas com a utilização de energia elétrica.

Do ponto de vista tecnológico, estamos potencializando nossa sociedade. Já do ponto de vista energético, o mundo está caminhando para uma possível crise energética.

Como a energia elétrica provém, em grande maioria, de uma fonte única energética, um colapso é uma possibilidade. Uma ação para reverter a situação é necessária, e é aí que entra a Smart Grid. Continue a leitura para entender o que é e como ela funciona.

O que é uma Smart Grid

Como o próprio nome já diz, smart grid é uma rede de distribuição energética inteligente, ou seja, que otimizará a forma como a energia elétrica é distribuída.

As estruturas de rede inteligente são mais seguras e ecológicas e tornam possíveis que o fornecimento de energia seja bidirecional, na qual o consumidor não só recebe a energia em sua casa como também envia energia para a rede por geração própria (como a energia solar).

Além da redução dos gastos com energia, em teoria, essa alternativa evitaria que um colapso energético acontecesse. Mas por que ainda não foi padronizada a smart grid na sociedade?

Porque seu processo de instalação requer a criação de uma rede competente e confiável de computadores, sensores e várias outras tecnologias de automação.

Um dos pontos que precisam ser atualizados para que uma smart grid torne-se padrão no Brasil é o medidor de energia, ou seja, é necessário trocar o medidor de energia analógico para o digital. O que complica é o fato de que há milhões desses medidores analógicos instalados no país.

Como funciona uma Smart Grid

Por meio de dados e análises acumulados, uma smart grid prevê, aborda e resolve problemas, evitando que aconteça qualquer interrupção de serviço.

Uma rede inteligente distribui a energia gerada de uma fonte centralizada para outras casas e redes inteligentes, gerando melhor distribuição da energia.

Como dito anteriormente, com uma smart grid, é possível que o fornecimento de energia mude de unidirecional para bidirecional, ou seja, que tanto as empresas provedoras de energia quanto os consumidores acabem por fornecer energia para o sistema.

Pode-se dizer que, usando o auxílio do consumidor com a geração de energia, as empresas e o governo não terão uma demanda tão excruciante necessitando de fornecimento de energia. O lado vantajoso nesse quesito está no fato de que o governo poderá monitorar a qualidade de energia e resolver falhas de transmissão, levando energia de qualidade para todas as pessoas.

Outro ponto forte para a melhor utilização da energia com uma smart grid está na possível diminuição dos roubos de energia, graças aos medidores digitais que são muito mais precisos e fáceis de o consumidor compreender.

Graças ao medidor digital, é possível ver quanto cada aparelho gasta de energia. Um dos pontos de maior importância da padronização para tornar o Brasil um país smart grid seria a relevância na criação de novos aparelhos inteligentes que consumam menos energia.

Amphenol e a Smart Grid

Estando sempre um passo à frente do mercado, a Amphenol dedica muita energia em pesquisas de mercado, oferecendo produtos de primeira linha desenvolvidos e adaptados da melhor forma possível.

Levando mais segurança e tecnologia de ponta para o segmento, a Amphenol oferece soluções para redes inteligentes, desde conectores Ethernet industriais avançados até conectores como:

  • de alta potência;
  • modulares de alto desempenho;
  • de armazenamento e memória;
  • industriais de backplane;
  • de montagem em placa de alta densidade D-sub.

Na prática, os conectores Switches Ethernet de Smart Grid agrupam dados de IEDs como medidores inteligentes, BCUs e sensores como PMU usando protocolos Ethernet IP que são então canalizados por plataformas de comunicação, como adaptadores de Rede/Gateway para salas de controle da subestação.

Esses dados coletados são alimentados para Data Concentrator Units (DCUs). Essas unidades processam e armazenam informações, organizando e priorizando os dados, levando em consideração a largura de banda larga antes de transmitir para o sistema de informação centralizado. Para saber mais, você pode conferir clicando aqui.

Além dos conectores, a Amphenol também oferece para o segmento transceptores e soluções de saída e de entrada robustas. Contamos com um catálogo expandido de soluções que podem suportar cada aplicativo associado à rede inteligente. Clique aqui e confira!

Receba nossas novidades

Ao se cadastrar você concorda com nossos termos de política de privacidade.